quarta-feira, 8 de novembro de 2017

APAE de Pinhal irá suspender aulas por falta de repasse de verbas da Prefeitura

Segundo comunicado oficial da APAE, as verbas que seriam repassadas pela Prefeitura, teriam destino certo: a folha de pagamento. A partir desta segunda-feira(13), as aulas serão interrompidas por tempo indeterminado na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Pinhal. O motivo é que não foram repassadas as verbas da Prefeitura que seriam para a folha de pagamento. Em reunião a diretoria da Apae de Espírito Santo do Pinhal decidiu suspender as aulas por tempo indeterminado. Os pais serão avisados nesta quinta-feira. O comunicado foi emitido no Facebook da APAE de Pinhal.

A assessoria de impressa da Prefeitura Municipal de Espírito Santo do Pinhal, até o fechamento desta matéria NOVAMENTE não respondeu as mensagens do Portal de Pinhal.

Conheça a APAE DE PINHAL
A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Espírito Santo do Pinhal é uma associação, filantrópica de caráter assistencial sem fins econômicos, que tem como objetivos atender, por meio de um trabalho educacional e terapêutico jovens, adultos e idosos com Deficiência Intelectual, Múltipla e Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Fundada em 09 de janeiro de 1968, por um grupo de professores, profissionais de diversas áreas e pais de pessoas com deficiência intelectual, realiza suas atividades sempre visando o desenvolvimento máximo das aptidões de seus alunos.

Todas as atividades são realizadas por profissionais capacitados que trabalham em um ambiente acolhedor, dispondo de instalações e equipamentos adequados, obtidos pelo trabalho voluntário de sua diretoria, com recursos do poder público e principalmente com a participação da sociedade civil. Essa união de ideias e esforços permitiu à APAE – E. S. Pinhal inaugurar em 1978, sua sede própria, que com o passar dos anos foi ampliada e mesmo assim com o aumento da demanda foi necessário desenvolver parte de suas atividades em outro prédio alugado (antigo seminário) e que a partir de 2000 todas as suas atividades foram transferidas para esse outro prédio, por motivos econômico-financeiros.

Em 1983 a APAE conseguiu concretizar o seu grande sonho: a criação da sua Escola.

A Escola de Educação Especial “Xodó” foi autorizada a funcionar, conforme o artigo 1º portaria da Diretoria Regional de 28/02/83, publicada em 04 de março de 1983, na página 024 do D.O.E, podendo ministrar a Educação Infantil e Ensino de 1º grau na Modalidade de Educação Especial, para pessoas com Deficiências Mentais Educáveis e Treináveis. (Termo Utilizado na época)

Nesta mesma data foi aprovado o 1º Regimento Escolar. A sua primeira Diretora Miriam de Fátima Buldrini.

Muitas adaptações físicas e curriculares foram necessárias realizar, para que a escola pudesse desempenhar o seu papel.

Hoje conta com uma estrutura física e organizacional adequada atender a 120 alunos (crianças, adolescentes, jovens/adultos e idosos).
Proxima Noticia Proxima Noticia
Noticias anteriores Noticia Anterior
Proxima Noticia Proxima Noticia
Noticias anteriores Noticia Anterior
 

Enviado by FeedBurner