Últimas notícias

Colunista

Funcionários do Samu Regional de São João ainda estão sem receber o 13º salário

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018
Problema é recorrente no serviço que atende 10 cidades da região. Conderg diz que a verba recebida é insuficiente e fez um empréstimo com a Caixa Econômica Federal (CEF)

Cerca de 180 funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de 10 cidades da região de São João da Boa Vista (SP) ainda não receberam o 13º salário. 

O Consórcio de Desenvolvimento da Região (Conderg) diz que a verba recebida é insuficiente e fez um empréstimo com a Caixa Econômica Federal (CEF). A previsão é que tudo seja pago em fevereiro.

Sem 13º salário

Trabalhando em um serviço essencial e quase sempre de madrugada, a médica Patrícia Lopes Moreira reclama do atraso no benefício.

“Não é rotina pagar em dezembro, sempre tem atraso, mas esse ano está um pouco maior”, disse.

E não é a primeira vez que isso acontece. “Um ano a gente recebeu em dia nos outros sempre teve atraso. Em algumas épocas existe atraso salarial. Estou com alguns exames médicos para fazer e estou contando com esse dinheiro”, lamentou a enfermeira Fabiana dos Reis de Oliveira.

Conderg pede empréstimo
O Conderg recebe verbas do governo federal e dos municípios. Cada cidade paga por mês R$ 1,10 por habitante para custear o Samu. Segundo o Conderg, o valor que é repassado pelos municípios é insuficiente para pagar o 13º dos funcionários.

O consórcio informou que solicitou um empréstimo junto à CEF e está aguardando a liberação do dinheiro. A previsão é que o pagamento seja feito até o começo do mês que vem. 

Os funcionários têm medo de que o pagamento demore mais para sair. “Vários funcionários estão pedindo demissão porque é um serviço que não está valorizando e respeitando o funcionário”, disse a Patrícia.

Problema recorrente
Em outubro de 2015, a EPTV, afiliada da TV Globo, mostrou o mesmo problema com atrasos nos repasses das prefeituras. O 13º do mesmo ano também teve atraso.

O Samu regional atende cerca de 487 mil pessoas de São João da Boa Vista, Casa Branca, Espírito Santo do Pinhal, Mococa, Santa Cruz das Palmeiras, Santo Antônio do Jardim, São José do Rio Pardo, Tambaú e Vargem Grande do Sul.

Fonte: Jornal do Sábado e G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário