-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --
A Presidente da Câmara Municipal, Cristina Brandão Domingues, o Vice-Presidente Gilberto Viola e os Vereadores Maria de Lourdes Santiago, Vavá Mecânico e Du Martins e o primeiro suplente de Vereador, Leandro Pereira (Formigão), participaram no começo da noite desta sexta-feira (16 de março), no Santuário de Santa Luzia, da celebração do convênio de inclusão de Pinhal no roteiro Caminho da Fé.

Também participaram do evento o Prefeito Sergio Del Bianchi Junior, o presidente dos Correios, Guilherme Campos, monsenhor Augusto Alves Ferreira, a presidente do Conselho Municipal de Turismo, Tina Campos Salles, o presidente da Associação dos Amigos do Caminho da Fé, Almiro José Grings, diretores municipais, moradores de Santa Luzia, peregrinos e convidados em geral.
Durante o evento, foram lançados oficialmente pelos Correios, através de Guilherme Campos, selos personalizados das imagens da Igreja de Santa Luzia e da padroeira da visão.
Para Cristina, o local escolhido para a realização do evento foi marcante porque Santa Luzia é um tradicional bairro da cidade que representa a luta de descendentes de italianos pelo desenvolvimento do município. “São pessoas de muita fé, religiosidade, honestas e batalhadoras que ajudaram a formar esse bairro. Além disso, os peregrinos vão passar por Pinhal e conhecer um pouco das suas belezas naturais, já que somos município de interesse turístico”.

História
Inspirado no milenar Caminho de Santiago de Compostela (Espanha), o Caminho da Fé foi criado para dar estrutura às pessoas que sempre fizeram peregrinação ao Santuário Nacional de Aparecida, oferecendo-lhes os necessários pontos de apoio e infraestrutura. A ideia da sua criação ocorreu após um dos organizadores percorrer por duas vezes o conhecido caminho espanhol. Imbuído do propósito de criar algo semelhante no Brasil, convidou alguns amigos aos quais expôs seus planos, tendo recebido pronta acolhida deles.

O Caminho da Fé foi inaugurado em 11 de fevereiro de 2003 na cidade de Águas da Prata/SP. Atualmente, a rota é composta por cerca de 970 km, dos quais aproximadamente 500 km atravessam a Serra da Mantiqueira por estradas vicinais, trilhas, bosques e asfalto, proporcionando momentos de reflexão e fé, saúde física e psicológica e integração do homem com a natureza.

No caso de Pinhal, o marco zero de onde os peregrinos sairão até Aparecida será a Igreja Matriz do Divino Espírito Santo e Nossa Senhora das Dores, onde o passaporte será carimbado.