author photo
Fonte Destak Online
Aneel anuncia que vai passar a vigorar a bandeira vermelha no patamar 2 no mês que vem. 

As contas da luz vão ficar mais caras em junho. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (25) que irá aplicar a bandeira tarifária vermelha patamar 2, a mais cara, no próximo mês. Com isso, haverá uma cobrança extra de R$ 5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Em maio, a bandeira em vigor é a amarela, com cobrança de R$ 1 a cada 100 kWh.


Será a primeira vez neste ano que a bandeira vermelha 2 é aplicada. De janeiro a abril, vigorou a bandeira verde, que não representa custos adicionais para o consumidor.


A mudança ocorreu por conta do início do período seco e das chuvas abaixo da média nos reservatórios de hidrelétricas.


"Com o fim do período úmido, os reservatórios do Sul apresentaram redução de volume provocando o aumento do risco hidrológico (GSF) e o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD). Além disso, a previsão de chuvas é baixa quando comparada à média histórica", informou a Aneel.


O sistema de bandeiras sinaliza o custo real da energia gerada. A cor da bandeira é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde). Quando chove menos, por exemplo, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas, cuja energia é mais cara, para garantir o suprimento de energia no país. Nesse caso, a bandeira fica amarela ou vermelha, de acordo com o custo de operação das térmicas acionadas.

Este artigo tem 0 komentar


EmoticonEmoticon

Próximo Artigo Next Post
Artigo Anterior Previous Post