author photo
Brasília, 24/5/2018 - Ao contrário das manchetes de alguns veículos de imprensa, os Correios não suspenderam a postagem do Sedex convencional. A empresa está aceitando normalmente a postagem de encomendas Sedex convencional e PAC, porém os prazos de entrega desses serviços estão sendo acrescidos de 5 dias úteis em função dos protestos dos caminhoneiros e suas implicações como, por exemplo, falta de combustível nos postos. Esta ampliação dos prazos de entrega aplica-se também a todas as modalidades de serviço internacional, malote, carta, FAC, impresso, mala direta, Correios Entrega Direta e Remessas Econômica/Expressa.

Os serviços suspensos temporariamente são os do grupo SEDEX com hora ou dia marcados (Sedex 10, Sedex 12 e Sedex Hoje).

Com relação à entrega pelos carteiros, a empresa esclarece que está ocorrendo normalmente para objetos que já se encontravam nos centros de distribuição. Quanto aos objetos em trânsito ou que estavam na origem quando a greve se iniciou, ainda não é possível mensurar, com precisão, o tempo de atraso, pois dependerá do período que durar a paralisação dos caminhoneiros.

Em todo o país, não foram entregues 34% das encomendas e 27% das correspondências previstas para esta quarta-feira (23), porque não foi possível a chegada dos caminhões dos Correios ao seu destino.

Visando reduzir os impactos para a população, os Correios estão ampliando o transporte aéreo para algumas regiões e continuam acompanhando os índices operacionais de qualidade. Tão logo a situação do tráfego nas rodovias retorne à normalidade, a empresa reforçará os processos operacionais para regularizar as entregas.
Fonte: Correios

Este artigo tem 0 komentar


EmoticonEmoticon

Próximo Artigo Next Post
Artigo Anterior Previous Post