O vereador comparou uma viagem de Pinhal a São Paulo e comentou sobre o caso.
Em relação à possibilidade de terceirização da frota municipal da saúde de Espírito Santo do Pinhal, o Vice-Presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, faz cálculo empírico com base numa viagem até São Paulo.


  • Distância Pinhal/São Paulo – ida e volta = 400 km
  • Custos fixos (salário, seguro, IPVA, depreciação e licenciamento) = R$ 300
  • Custos variáveis (combustível, manutenção, pneus, lubes e pedágios) = R$ 450


Total = R$ 750
R$ 750 ÷ 400 km = R$ 1,87
Custo por km rodado = R$ 1,87

Viola também comentou que, “se o estudo da terceirização se basear em R$ 4,12 o km rodado, conforme informação do Vereador Marquinho Rocha que comentou edital da Prefeitura, o município terá grandes prejuízos porque, além do exposto acima, acrescentar-se-á um custo superior a R$ 500 mil/ano dos salários dos motoristas que não podem ser demitidos."

O vereador enfatiza que isto é uma análise empírica e que pode ter outra conclusão caso o valor seja em torno de R$ 1,87 o km rodado. 

Fonte e fotos: Câmara Municipal de Pinhal
Vereador Gilberto Viola

Terceirização da frota da saúde: vereador alerta possíveis prejuízos ao município

O vereador comparou uma viagem de Pinhal a São Paulo e comentou sobre o caso.
Em relação à possibilidade de terceirização da frota municipal da saúde de Espírito Santo do Pinhal, o Vice-Presidente da Câmara Municipal, Gilberto Viola, faz cálculo empírico com base numa viagem até São Paulo.


  • Distância Pinhal/São Paulo – ida e volta = 400 km
  • Custos fixos (salário, seguro, IPVA, depreciação e licenciamento) = R$ 300
  • Custos variáveis (combustível, manutenção, pneus, lubes e pedágios) = R$ 450


Total = R$ 750
R$ 750 ÷ 400 km = R$ 1,87
Custo por km rodado = R$ 1,87

Viola também comentou que, “se o estudo da terceirização se basear em R$ 4,12 o km rodado, conforme informação do Vereador Marquinho Rocha que comentou edital da Prefeitura, o município terá grandes prejuízos porque, além do exposto acima, acrescentar-se-á um custo superior a R$ 500 mil/ano dos salários dos motoristas que não podem ser demitidos."

O vereador enfatiza que isto é uma análise empírica e que pode ter outra conclusão caso o valor seja em torno de R$ 1,87 o km rodado. 

Fonte e fotos: Câmara Municipal de Pinhal
Vereador Gilberto Viola
Publicidade
 Clique para acessar o site da Varanda Italiana
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário