Foto e fonte Prefeitura Municipal de Espirito Santo do Pinhal
 O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) tem por objetivo contribuir para o crescimento e o desenvolvimento biopsicossocial, a aprendizagem, o rendimento escolar e a formação de hábitos saudáveis dos alunos, por meio da oferta de refeições que cubram as suas necessidades nutricionais durante o período em que permanecem na escola. 

Em Espírito Santo do Pinhal, o planejamento e acompanhamento ficam a cargo da nutricionista responsável técnica Mayara Orsini. Os cardápios da merenda escolar do município são elaborados mensalmente considerando a faixa etária: Berçário/maternal, Pré-escola, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

“A merenda escolar, às vezes, para algumas crianças, é uma das únicas oportunidades que têm de comer bem. Por isso, estamos investindo nela e na Educação como um todo. É na escola que a criança passa grande parte do dia, e as refeições precisam ter qualidade”, comentou o prefeito Sergio Del Bianchi Junior em visita a uma das Emebs.

Com a compra de estocáveis, a administração municipal atual economizou R$ 400 mil em 2017, uma economia de 35% com relação a 2016. O leite foi comprado em 2016 por R$ 3,61 e, em 2017, por R$ 2,40; o feijão por R$ 6,95 e, no ano passado, por R$ 3,00; o macarrão parafuso em 2016 foi comprado por R$ 4,15 e, em 2017, por R$ 3,67.

De segunda a quinta-feira, são servidos 5 mil pães e, às sextas-feiras, 7 mil. Para alunos de creches, são servidos anualmente 666.120 refeições; para Pré-escola, 490.200; Fundamental, 1.380.000 e, Ensino médio, 1.878.050, totalizando 4.411.370 refeições anuais.

Com cardápio de qualidade, Prefeitura de Pinhal serve mais de 4 milhões de refeições por ano

Foto e fonte Prefeitura Municipal de Espirito Santo do Pinhal
 O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) tem por objetivo contribuir para o crescimento e o desenvolvimento biopsicossocial, a aprendizagem, o rendimento escolar e a formação de hábitos saudáveis dos alunos, por meio da oferta de refeições que cubram as suas necessidades nutricionais durante o período em que permanecem na escola. 

Em Espírito Santo do Pinhal, o planejamento e acompanhamento ficam a cargo da nutricionista responsável técnica Mayara Orsini. Os cardápios da merenda escolar do município são elaborados mensalmente considerando a faixa etária: Berçário/maternal, Pré-escola, Ensino Fundamental e Ensino Médio.

“A merenda escolar, às vezes, para algumas crianças, é uma das únicas oportunidades que têm de comer bem. Por isso, estamos investindo nela e na Educação como um todo. É na escola que a criança passa grande parte do dia, e as refeições precisam ter qualidade”, comentou o prefeito Sergio Del Bianchi Junior em visita a uma das Emebs.

Com a compra de estocáveis, a administração municipal atual economizou R$ 400 mil em 2017, uma economia de 35% com relação a 2016. O leite foi comprado em 2016 por R$ 3,61 e, em 2017, por R$ 2,40; o feijão por R$ 6,95 e, no ano passado, por R$ 3,00; o macarrão parafuso em 2016 foi comprado por R$ 4,15 e, em 2017, por R$ 3,67.

De segunda a quinta-feira, são servidos 5 mil pães e, às sextas-feiras, 7 mil. Para alunos de creches, são servidos anualmente 666.120 refeições; para Pré-escola, 490.200; Fundamental, 1.380.000 e, Ensino médio, 1.878.050, totalizando 4.411.370 refeições anuais.
Publicidade
 Clique para acessar o site da Varanda Italiana
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário