-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --
67% dos jovens brasileiros não se interessam por política, diz pesquisa da Microcamp
Corrupção e falta de confiança nos políticos são os principais motivos

Apesar das eleições figurarem entre os principais assuntos do momento na internet e serem motivo de discussões acaloradas e até brigas nas redes sociais, a maioria dos jovens brasileiros não se interessa por política. Foi o que apontou pesquisa realizada pela rede de escolas de informática Microcamp. De acordo com a pesquisa, o índice de desinteresse pode chegar a 67% se somados os que se interessam muito pouco (39%) e os não têm o menor interesse (28%). Isso apesar de a maioria 57,9% admitir que a política influencia a vida dos cidadãos.
67% dos jovens brasileiros não se interessam por política, diz pesquisa da Microcamp

O levantamento foi feito entre os dias 1º e 06 de setembro, com 1870 alunos acima de 16 anos (73,48% entre os 16 e 20 anos e 26,52% acima desta idade), de ambos os sexos, com maior participação do público masculino (51%) em 30 unidades instaladas em 10 estados do país. Dos entrevistados, 75% têm ensino médio, 13% ensino superior, 7% ensino fundamental II 5% Colégio Técnico e 2% Ensino fundamental I.

Para a maioria (38%) a falta de interesse por política se dá devido à corrupção no país, enquanto 29% apontou a falta de confiança nos políticos como causa, e 18% atribuiu à falta de informação. Já 15% acham o tema desinteressante.

"É preocupante imaginar que 67% dos nossos jovens estão desacreditados no nosso país por concluírem que estamos dominados pela corrupção e falta de políticos confiáveis", diz Davi Tuffi, CEO da Microcamp.

De acordo com a mostra, 95% dos entrevistados acreditam que a política influencia sua vida - 61% (de alguma forma), 22% (totalmente) e 12% (um pouco).

Apesar do desinteresse pelo tema, a maioria se mostrou bem informada sobre o processo eleitoral de 2018: 69% responderam que as eleições ocorrerão em outubro, 55% disseram saber para quais cargos os eleitores deverão votar, 60% sabem o que é voto legenda e 75% afirmam que o que define uma eleição são os votos válidos.
67% dos jovens brasileiros não se interessam por política, diz pesquisa da Microcamp

Na hora de escolher um candidato, o mais importante para 67% dos entrevistados são suas ideias e projetos, enquanto 28% acham o histórico de vida pública, 3% o partido, e 1% a religião.
67% dos jovens brasileiros não se interessam por política, diz pesquisa da Microcamp
A maioria dos jovens também admitiu votar em um candidato desconhecido, mas com boas propostas: 51% talvez, e 24% com certeza, contra 24% não. Quanto à obrigatoriedade do voto, 54% são contra.

Pesquisas e internet


Apesar de 58% dos entrevistados não confiarem em pesquisas de intenção de voto, 53% disseram que o que influencia na escolha do candidato são justamente as pesquisas, seguidas pela propaganda política para 21%. "Por mais contraditório que seja, as pessoas estão assumindo que deixam de votar no candidato de sua preferência para apoiar uma segunda opção que esteja na frente", explica Tuffi.

A pesquisa endossa a estratégia de muitos candidatos e partidos com pouco tempo de inserção em campanhas gratuitas em rádio e TV, de investir nas redes sociais pois para 81% dos pesquisados, elas influenciam os eleitores. Da mesma forma que os debates na TV são muito importantes para a maioria dos jovens (62%).
67% dos jovens brasileiros não se interessam por política, diz pesquisa da Microcamp
Confira no infográfico (Sarah Lopes) mais informações sobre a pesquisa

Sobre a Microcamp
A Microcamp é a principal rede de escolas de informática e inglês no Brasil, com 75 unidades espalhadas por todo o pais. Foi a escola pioneira na popularização do ensino de informática no Brasil e desde sua fundação, em 1977, já formou mais de 1,5 milhão de alunos.

Oferece os principais cursos na área, desde o básico de informática, passando pelo Hardware, Web Design, TI e o mais recente de Desenvolvimento de Games.


A marca integra o Grupo MC, do qual fazem parte também as escolas McTech (cursos de informática na plataforma Apple) e os cursos de inglês I Do.