-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --
Comunidade Brasileira nos EUA comemora vitória de Bolsonaro
Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, 500.727 eleitores brasileiros residentes no exterior foram aptos a votar em 171 localidades eleitorais de 99 países. Nos EUA, 160.035 eleitores brasileiros votaram segundo o TSE. Jair Bolsonaro obteve a maioria dos votos válidos, 58,79%, enquanto Fernando Haddad ficou com 10,10% dos votos.

Leia também: Bolsonaro recebeu 77% dos votos em Pinhal; João Doria 64%

maioria dos votos válidos, 58,79%, enquanto Fernando Haddad ficou com 10,10% dos votos.
A comunidade brasileira que reside nos Estados Unidos comemorou na noite deste domingo a vitória do candidado Jair Bolsonaro. Com maior popularidade entre os brasileiros que moram nos EUA, o presidente eleito ganhou maior número de votos válidos tanto no primeiro, quanto no segundo turno. Em Miami, na Flórida – estado que detém uma das maiores populações de brasileiros – pode-se ouvir fogos de artifício em comemoração à vitória de Bolsonaro.

Segundo o analista político e economista brasileiro, Carlo Barbieri, que mora e atua nos Estados Unidos há mais de 30 anos, a preocupação com o cenário atual do Brasil foi uma das razões para a busca por mudança. Barbieri dirige o Oxford Group – uma consultoria de investimentos nos EUA e detectou um aumento considerável de brasileiros interessados em imigrar e investir nos EUA nos últimos anos.
Comunidade Brasileira nos EUA comemora vitória de Bolsonaro

Grande parte da comunidade brasileira que mora aqui nos Estados Unidos deixou nosso país por descontentamento com a política e economia. Só no último ano, por exemplo, detectamos um aumento de 40% nas solicitações para trazer empresas brasileiras aqui para os EUA. Além disso ainda temos o aumento de profissionais brasileiros que estão internacionalizando sua força de trabalho para cá. Não havia como ser diferente a reação das pessoas após a vitória de Bolsonaro
afirma Carlo Barbieri.

Segundo Barbieri, as pessoas que residem nos Estados Unidos estão esperançosas num futuro melhor para o Brasil. "Não é porque saímos do país que deixamos de querer o bem de parentes e amigos que ficaram no nosso país. Foi feita a vontade das urnas no Brasil e também aqui dos EUA, onde Bolsonaro teve a maioria avassaladora dos votos válidos", pondera o economista.

Leia também: Com 57% dos votos, Bolsonaro lidera votação no primeiro turno em Espírito Santo do Pinhal

O economista prevê uma mudança no perfil dos investidores, que já estavam buscando expandir suas atividades no exterior para poderem dar mais equilíbrio e segurança para suas atividades, inclusive podendo mudar suas matrizes para os EUA para alcançarem o mercado mundial.
Não são mais empreendedores saindo em desespero por conta da insegurança do Brasil, mas empreendedores de visão de médio e longo prazo que querem uma melhor educação e oportunidade para os filhos, crescimento e segurança de seus negócios, aprimoramento de sua empresa com mais competitividade e lucratividade.
Com quase 30 anos de experiência nos Estados Unidos, Carlo Barbiei é Presidente do Grupo Oxford USA. Consultor, jornalista, analista político, palestrante e educador. Membro fundador e primeiro presidente do Brazilian Business Group, membro fundador e presidente do Brazil Club e membro do conselho da Deerfield Chamber of Commerce. Formado em Economia e Direito com mais de 60 cursos de especialização no Brasil e no exterior. Cursos estes realizados em diversas Instituições, como: Fundação Getúlio Vargas, Universidade Federal de Brasília, Universidade Mackenzie, Sorbonne, University of Chicago Harvard e Massachusetts Institute of Technology (MIT).