-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --
Em homenagem, Skaf chama de "herói em tempo de paz" o general Villas Bôas
Presidente da Fiesp concede a Ordem do Mérito Industrial São Paulo,  em grau Grã Cruz, ao comandante do Exército Brasileiro

Paulo Skaf, presidente da Fiesp e do Ciesp, qualificou como "herói em tempo de paz" o general de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, comandante do Exército Brasileiro. Skaf concedeu a Villas Bôas a Ordem do Mérito Industrial São Paulo, no grau de Grã-Cruz (nível raramente atribuído, reservado a personalidades como estadistas).

"Estamos acostumados com homenagens feitas a heróis em tempo de guerra, mas não em tempos de paz, mas há pessoas especiais, que são exemplo para muitas outras." Um desses heróis em tempo de paz, afirmou Skaf, é Villas Bôas.

O anúncio da condecoração foi feito por Skaf nesta quarta-feira (21 de novembro) durante homenagem prestada pela Fiesp às Forças Armadas brasileiras, com um jantar na sede da entidade e a entrega de condecorações e material comemorativo. Desde 2011 a Fiesp presta essa homenagem às Forças Armadas Brasileiras, para valorizar as missões constitucionais das Forças e promover a aproximação com a indústria de Defesa, no reconhecimento do esforço de cooperação dos trabalhos realizados em conjunto.

Na cerimônia de entrega da medalha, Skaf disse ter orgulho de fazer a homenagem às Forças Armadas brasileiras. "O país passa por um momento em que se valorizam as Forças Armadas, o que a Fiesp sempre faz", destacou.

Com 8.500 km de litoral e 17.000 km de fronteiras secas, há muita necessidade de ter atualizadas as Forças Armadas, explicou Skaf. Há na Fiesp, lembrou, um Departamento de Defesa, que faz a ponte entre a indústria e as Forças Armadas. "Vamos continuar trabalhando juntos por um país melhor", afirmou Skaf, que ressaltou o desempenho dos soldados brasileiros em missões como a do Haiti. Os setores produtivos dizem mais uma vez que têm respeito e consideração pela Marinha, pelo Exército e à Aeronáutica, disse o presidente das entidades da indústria paulista.

Foram homenageados com a Ordem do Mérito Industrial, no grau de comendador, o ministro da Defesa, general de Exército Joaquim Silva e Luna, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, e o general de Exército Luiz Eduardo Ramos, comandante militar do Sudeste. A medalha é concedida desde 2007 pela Fiesp a personalidades e instituições dignas do reconhecimento ou da admiração da indústria. Skaf agradeceu a Luna por sua atuação à frente da Defesa, e a Jungmann pelo desempenho na Segurança Pública e também na Defesa, cargo que exerceu anteriormente.

Também foram homenageados, com uma placa comemorativa, o comandante da Marinha do Brasil, almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira; o comandante do Exército Brasileiro, general de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; o comandante da Aeronáutica, tenente brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato; e o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, Almirante de Esquadra Ademir Sobrinho. Em 2017 eles receberam a Ordem do Mérito Industrial.

Na cerimônia também receberam a Ordem do Mérito Industrial Heyder de Almeida Dantas, diretor 1º secretário da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern); Amaro Sales de Araújo, presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern); Antônio José de Moraes Souza Filho, presidente da Federação das Indústrias do Estado do Piauí (Fiepi); Francisco de Assis Benevides Gadelha, presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FiePB); Gilberto Porcello Petry, presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs).