-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --
Governo de São Paulo promove 1.951 policiais civis e técnico-científicos
A medida, proposta pelo secretário Mágino Alves Barbosa Filho e pelo delegado-geral, Paulo Afonso Bicudo, permite a ascensão na carreira

O Governo do Estado de São Paulo promoveu 1.951 policiais civis e técnico-científicos a classes superiores. A promoção foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (28).

Houve promoções em todas as carreiras. Subiram de classe 189 delegados, 620  investigadores e 380 escrivães, além de 154 agentes de telecomunicações, 155 agentes policiais, 117 carcereiros, 58 papiloscopistas, 184 auxiliares de papiloscopistas, 22 médicos legistas, 45 peritos criminais, 12 fotógrafos técnico-periciais, nove atendentes de necrotério e seis auxiliares de necropsia.

As promoções foram concedidas por merecimento e antiguidade. Houve ascensão em todas as classes – da 3ª para a 2ª; da 2ª para a 1ª; e da 1ª para a classe especial.

Formação e concursos em andamento
Para reforçar o efetivo das polícias Civil e Técnico-Científica, 405 futuros policiais estão em formação na academia, sendo 14 civis e 391 técnico-científicos.

Há ainda concursos em andamento para preencher 2.700 vagas para a Polícia Civil. São 250 vagas para delegados, 600 investigadores, 800 para escrivães, 300 agentes de telecomunicações e 200 papiloscopistas, 400 agentes policiais e 200 auxiliares de papiloscopistas.