-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --
Polícia Ambiental solta aves mantidas em cativeiro em Mogi Guaçu e São João da Boa Vista
A Polícia Ambiental realizou nesta terça(04) e quarta-feira (05)  a soltura de aves nativas que eram mantidas em cativeiro nas cidades de Mogi Guaçu (SP) e São João da Boa Vista (SP).

Operação em Mogi Guaçu
A operação teve início nesta terça-feira(04) em Mogi Guaçu, no Jardim Itamaracá, onde os policiais se deslocaram para atender uma denúncia sobre pássaros silvestres mantidos em cativeiro.

Chegando no local os policiais encontraram 12(doze) pássaros da fauna silvestre nativa, sendo eles: 05 Coleirinhos, 04 Canários da Terra, 01 Tico Tico Rei, 02 Periquitões Maracanã ( maritaca ).

Todos as aves não possuíam registro ou qualquer tipo de marcação. Diante dos fatos, o proprietário recebeu uma multa no valor de R$ 6.000 reais. Além disso, o autor do crime responderá na esfera penal nos termos da Lei Federal 9605/98.

Na quarta-feira(05) uma equipe da Polícia Ambiental, foi verificar uma denúncia na Rua José Palhares, também na cidade de Mogi Guaçu(SP).

Ao chegar na residência, os policiais encontraram uma ave da fauna silvestre, conhecido como Canário da Terra, mantido em cativeiro sem anilha e sem licença da autoridade ambiental competente.

Diante do fato, foi lavrado um auto de infração ambiental na modalidade de advertência, sendo que a ave apresentava sinais selváticos, portando foi liberado em seu habitat natural. A gaiola foi destruída e destinada em local apropriado. O infrator também responderá na esfera penal pela Lei Federal de Crimes Ambiental nº 9605/98.
Polícia Ambiental solta aves mantidas em cativeiro em Mogi Guaçu e São João da Boa Vista
Operação em São João da Boa Vista
Durante a operação realizada nesta quarta-feira(05) na cidade de São João da Boa Vista, a equipe da Polícia Ambiental também foi verificar algumas denúncia sobre aves mantidas em cativeiro.

Com a chegada dos policiais na primeira residência, foi possível constatar 03(três) aves silvestres mantidas em cativeiro sem autorização: 02 Tico Tico e 01 Coleirinho Papa Capim.

Diante dos fatos, por conta do autor se reincidente, foi elaborado uma multa no valor de R$ 4.500. Além disso, as gaiolas foram destruídas e as aves reintroduzidas à natureza. O autor do crime responderá também na esfera penal pela Lei Federal de Crime Ambiental nº 9605/98.

Ainda em São João da Boa Vista(SP), em uma segunda residência, a equipe foi verificar outra denúncia. Chegando no local, os policiais encontraram 04 aves silvestres, conhecidas como Canário da Terra. As aves estavam sendo mantidas em cativeiro sem autorização do órgão ambiental competente.

Diante dos fatos, foi elaborado uma multa no valor de R$ 2.000 e posteriormente reintroduzidas à natureza. As gaiolas foram destruídas e destinadas ao aterro sanitário. O Autor do crime ainda responderá pelo crime ambiental nos termos da Lei Federal 9605/98.

Matéria exclusiva do Portal de Pinhal