-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --
Cavaleiro das Américas se prepara para sua terceira longa jornada
O pinhalense Filipe Leite ganhou a simpatia do mundo quando percorreu 16000 km em sua primeira aventura a cavalo

O novo projeto do jornalista Filipe Masetti Leite, o Cavaleiro das Américas, é atravessar do Alaska ao Canadá entre maio de 2019 a julho de 2020! Você sabia que 500 pessoas chegaram ao top do Monte Everest, 12 pessoas andaram na lua, mas somente dois homens cruzaram as Américas de norte a sul a cavalo? O brasileiro de 32 anos está se preparando para tornar-se a terceira pessoa a conquistar esse feito e o mais jovem do mundo.

Será sua última jornada de longa distância, avisa! A saída está programada para Fairbanks, Alaska. Filipe vai cavalgar quatro mil quilômetros por cerca de um ano até chegar ao maior rodeio do Canadá – e um dos maiores do mundo -, o Calgary Stampede. Quando chegar a Calgary, o cavaleiro terá fechado as Américas de norte a sul, com quase 30 mil quilômetros anotados nos últimos oito anos.

Nessa jornada, Filipe busca celebrar o homem do campo e seu melhor amigo – o cavalo. Com palestras pelo seu percurso, diversos eventos e cavalgadas, o Cavaleiro das Américas espera mostrar a importância dos fazendeiros e pecuaristas no século 21. E, claro, a importância do cavalo para muitos que dependem desse animal todos os dias.

Do Canadá a Ushuaia, eu recebi a ajuda de milhares de fazendeiros e pecuaristas que abriram as suas porteiras para mim e os meus cavalos. Todos me trataram como parte da sua família, como um filho, a cada 30 quilômetros desses 23.500 percorridos até agora. Nas 12 nações que cruzei, vi de perto como esses homens e mulheres trabalharam duro todos os dias para por comida na mesa das pessoas. Precisamos celebrar essas pessoas!

Cavaleiro das Américas se prepara para sua terceira longa jornada
Em sua primeira jornada, Filipe saiu do Canadá até o Brasil

Sua primeira jornada épica durou dois anos – entre 2012 e 2014 – quando ele saiu de Calgary, no Canadá, até sua cidade natal no Brasil, Espírito Santo do Pinhal. Depois, em um ano – entre 2016 e 2017 – ele percorreu um trajeto de mais de cinco mil km, com saída do Parque do Peão de Barretos no Brasil até Ushuaia, cidade na Patagônia argentina, chamada de ‘Fim do Mundo’.

Filipe conta que usará vídeos, fotografias e histórias da sua aventura para inspirar os adolescentes e as crianças a sonharem grande, a chegar às suas metas com ‘Foco, Força e Fé’. E tudo isso em tempo real!

O cowboy visitará diferentes escolas de ensino fundamental e médio durante sua viagem a Calgary, para ministrar sua palestra motivacional. Filipe também planeja trabalhar com diferentes escolas no Canadá, Estados Unidos e no Brasil, conectando-se ao vivo, uma vez por mês, via Webex (aplicativo de web conferência da Cisco).

 A ideia é usar a sua jornada para dar vida à matérias como biologia, geografia, história, matemática e português. Com ajuda da tecnologia, Filipe irá levar às crianças em um ‘field trip’ inesquecível sem sair de suas salas de aula. “Conto e sou grato à parcerias com Cisco, Added e Comstor”.

Cavaleiro das Américas se prepara para sua terceira longa jornada
 O cavaleiro cruza países na companhia apenas de seus cavalos

Toda essa programação já estaria surreal, mas ele foi além. Assim como fez em sua jornada de Barretos a Ushuaia, Filipe estará divulgando durante todo o trajeto do Alaska ao Canadá os cuidados na prevenção do Câncer, principalmente infantil, e também irá arrecadar fundos para ajudar o Hospital de Amor.

O Hospital de Câncer de Barretos, agora conhecido como Hospital do Amor, é um dos mais renomados centros de tratamento e pesquisa do mundo. A entidade atende milhares de pacientes gratuitamente pelo sistema SUS, com unidades por todo país
reforça.

Em sua triunfal chegada a Calgary, com a ajuda da embaixada Brasileira no Canadá e vários patrocinadores brasileiros, uma Queima do Alho será promovida durante o desfile que abre o Calgary Stampede.

“Será uma celebração brasileira de raiz sertaneja completa, com música sertaneja, nosso tempero delicioso e cavaleiros brasileiros presentes. Nossa cultura será vista por milhares de canadenses e turistas do mundo todo que visitam essa grande festa. São cerca de 1,2 milhão de pessoas em dez dias”, finaliza!

Para nós só nos resta desejar boa sorte! E já estamos ansiosos por acompanhar toda essa história!

Colaboração: Assessoria de Imprensa
Fotos: Divulgação

Fonte Cavalus