-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --

No entanto, faixa etária continua com menor chance de ser contratada

O Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), em levantamento divulgado nesse mês, mostrou que houve queda no número de desempregados jovens brasileiros 2º trimestre de 2019, em comparação ao mesmo período de 2018. No entanto, o levantamento aponta, ainda, que apesar da diminuição do desemprego entre os mais jovens, esta é a faixa etária com a menor chance de ser contratada.

Com relação aos demais perfis de trabalhadores, houve crescimento no número de empregados entre aqueles com ensinos médio e superior. Mais de três milhões de brasileiros ingressaram em cursos de graduação em 2018, segundo o Ipea, o que representa um crescimento de quase 7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Para especialistas, tal explicação está no aumento de cursos de Educação a Distância (EAD). Os cursos de bacharelado permanecem concentrando a maioria dos ingressantes da educação superior (58,0%), seguidos pelos cursos tecnológicos (20,9%) e os de licenciatura (20,5%).

Além de programas do governo que possibilitam acesso ao ensino de qualidade, como o financiamento do ensino superior (Fies) e o Programa Universidade para Todos (Prouni), por exemplo, o reforço vem, também, de programas privados como o Educa Mais Brasil 2020 que ofertam bolsas de estudo para cursos de ensino básico, técnico, de idiomas, graduação e pós graduação.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil