-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --

Reduções contemplam cursos da educação básica ao ensino superior

A Black Friday, desde os anos 2000 – quando foi implantada no Brasil – modificou a venda de produtos e serviços com desconto e entrou para o calendário dos consumidores brasileiros. Inclusive, há grandes marcas que oferecem uma semana inteira de descontos, expandindo a iniciativa para uma Black Week, semana inteira de ofertas.

Entre os produtos mais buscados durante o período especial de ofertas estão aqueles de maior valor agregado, em que o desconto se torna mais significativo, conforme aponta a pesquisa da LeadMedia. Quando se fala dos consumidores, 59% das pessoas poupam dinheiro durante o ano para utilizar no período das promoções, segundo a pesquisa da Zoom.

Algo que muitos não sabem é que é possível também aproveitar os inúmeros descontos para estudar pagando pouco. Oportuno para aqueles que desejam melhorar a empregabilidade, buscar conhecimento ou realizar um sonho antigo de cursar uma faculdade, o Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional do país, está estreando na Black Friday com uma semana de oferta de bolsas de estudo com condições ainda mais especiais

“Mais e mais pessoas precisam da educação para transformar suas vidas para melhor. Este período é uma oportunidade para quem deseja estudar em uma instituição de ensino de qualidade a preços mais acessíveis”, considera Andreia Torres, diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil.

Na Black Week do Educa, que vai de 25 a 29 de novembro, além da possibilidade de conseguir bolsas com desconto de até 70%, a pré-matrícula – que corresponde a primeira mensalidade – de qualquer instituição parceira fica no valor fixo de R$100. A novidade contempla as novas contratações para as modalidades de ensino básico, superior e técnico.

A jornalista Jasmin Chalegre está procurando escola da educação básica para matricular a filha Maria Madalena. Quando soube da Black Week do Educa, ficou animada com a possibilidade de dar um futuro melhor para a filha.

“A educação é uma das prioridades no orçamento da minha família, mesmo a Madalena sendo pequena. Esse é um interesse tanto meu quanto do pai dela. A gente vê que a educação de qualidade é um item tão caro. Infelizmente, o acesso à educação ainda é muito complicado no país. Então, quando a gente descobriu que o Educa está oferecendo essa oportunidade, nos trouxe uma sensação de segurança. Eu e meu marido queremos proporcionar para a nossa filha um futuro melhor de uma forma que caberá no nosso orçamento”, conta.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil