Já é lei: fogos de artifício com barulho estão proibidos em Espírito Santo do Pinhal

Já é lei: fogos de artifício com barulho estão proibidos em Espírito Santo do Pinhal
Barulho causado pode ser nocivo aos cães, gatos e pessoas com autismo

Desde março de 2017, o prefeito Sergio Del Bianchi Júnior (PSD), assinou a regulamentação da lei Nº 4.394/2017 que proíbe os fogos de artifícios que causam poluição sonora. A proibição estende-se a todo o município, incluindo locais fechados e ambientes abertos, em áreas públicas e locais privados.

Confira a lei no site da Câmara clicando aqui

Cães e Gatos
Normalmente, os que mais se incomodam e sofrem com os fogos barulhentos são os cães e gatos, que têm a audição aguçada – escutam cinco vezes mais que os humanos. De acordo com o médico veterinário Elias Emmerick, o barulho os deixa estressados e, em alguns casos, pode até causar convulsões e desmaios. E, se o animal já tiver problemas cardíacos, pode até chegar a óbito.

Autismo
Especialistas afirmam que o barulho causado pelos fogos de artifício também pode ser nocivo a pessoas com transtorno do espectro do autismo (TEA). Algumas dessas pessoas, sobretudo crianças, podem ser muito sensíveis a sons e, com o estouro, ficarem ansiosas e entrar em crises “que podem levar até à automutilação”.

Mortes
Segundo dados da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, houve 122 mortes por acidentes com fogos nos últimos 20 anos, sendo 23,8% menores de 18 anos