-- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE --

Mesmo com queda nos índices de criminalidade, Câmara aprova Atividade Delegada
Policiais poderão atuar na segurança da cidade nas horas vagas, com salários pagos pela prefeitura

Na última quinta-feira (05), a Câmara Municipal de Pinhal aprovou por 5 votos a 4, o projeto do Executivo que o autoriza a celebrar convênio com o Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Segurança Pública.

Os vereadores Tony Zibordi, Vavá Mecânico, Milena e Du Martins votaram a favor do projeto. Marquinho Rocha, Cristina Brandão, Lurdes e Adriano Salvi, votaram contra. O presidente da Câmara, José Gilberto Viola, desempatou com voto favorável a PL.

O convênio é uma parceria entre a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) e o governo municipal. Os policiais serão recrutados através de um sistema da Polícia Militar que abre essas vagas para todos os policiais do Estado de São Paulo e, inclusive, para os que já atuam na cidade.

Os salários serão pagos pela prefeitura, mas os policiais devem utilizar a mesma estrutura que o estado oferece. Cada policial poderá trabalhar até dez dias

A carga horária é de oito horas, e o valor pago pelo município, será de aproximadamente R$ 26 a hora ( R$ 208 ao dia ).

Enquete no Facebook do Portal de Pinhal revela que, 62% é contra o projeto

Nossa equipe teve acesso as estatísticas divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Estes dados mostram a que na taxa de delitos registrados nos últimos anos em nosso município. Em 2019 as informações estão disponíveis só até o mês de outubro. Confira:


  • de JAN a OUT de 2017 Pinhal registrou 564 inquéritos policiais
  • de JAN a OUT de 2018 Pinhal registrou 453 inquéritos policiais
  • de JAN a OUT de 2019 Pinhal já registrou 331 inquéritos policiais


Link http://www.ssp.sp.gov.br/estatistica/pesquisa.aspx

Nas redes sociais, pessoas contrárias ao projeto justificam seu voto com a queda nos índices de criminalidade e, o alto custo gerado aos cofres públicos do município.