Embaixador da Expoflora de Holambra morre aos 75 anos

Embaixador da Expoflora de Holambra morre aos 75 anos
Holandês lutava contra um câncer e morreu na noite de sábado (11). Família dele foi uma das primeiras a produzir flores na cidade

O agricultor e professor de dança holandês Piet Schoenmaker, considerado embaixador da Expoflora de Holambra (SP), morreu aos 75 anos na noite de sábado (11). Schoenmaker introduziu as danças tradicionais do país europeu na cidade paulista para manter raízes com a terra natal.

A Expoflora, maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, completou 38 anos em 2019. A organização do evento emitiu uma nota de pesar pela morte do 'embaixador' e afirmou que haverá uma chuva de pétalas durante o velório, como forma de homenagem.

A família de Schoenmaker migrou para o Brasil em 1959, quando Piet tinha 15 anos, e foi uma das primeiras a cultivar flores em larga escala em Holambra. Piet falou sobre o pioneirismo em entrevista para a EPTV, afiliada da TV Globo.

Schoenmaker pesquisou durante toda a vida as danças típicas das províncias holandesas. O imigrante também tinha um grupo de danças circulares e dava aulas gratuitas em associações de idosos e na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) na região de Holambra e Santo Antônio de Posse.

Fonte G1 Campinas